Mais oportunidade ao produtor rural

por Gerência Legislativa — publicado 25/01/2021 10h50, última modificação 25/01/2021 10h53
Vereadores recebem integrantes do CODAP e produtores rurais para discutir a questão do Sistema de Inspeção Regional (SIR)

Na segunda reunião ordinária da 1ª Sessão Legislativa, realizada no dia 19 de janeiro, os vereadores de Entre Rios de Minas receberam os membros do Consórcio Público para o Desenvolvimento do Alto Paraopeba (CODAP) e integrantes do Abatedouro Frigorífico Aves Real Minas para explanarem aos vereadores acerca da primeira certificação emitida pelo Sistema de Inspeção Regional (SIR) no Município de Entre Rios de Minas. Desde 2019, o programa atua na orientação e fiscalização de produtores na fabricação de produtos de origem animal como carne, leite, ovos, mel e seus derivados.

O debate ocorreu em atenção ao Requerimento nº 02-2020, de autoria do Vereador Rodrigo de Paula Santos Silva, que reforçou a importância do sistema para auxiliar os produtores na regularização de seus empreendimentos, garantindo a qualidade do produto fabricado, o que oferece mais segurança aos consumidores.

Da parte do CODAP, participaram do debate em torno do Sistema de Inspeção Regional o Secretário Executivo do Consórcio, Paulo Cesar Lopes Correa, o Diretor de Operações, Dimas Mariosa e a Gerente do SIR, Nayara Sacramento. Foram explicados os trâmites para a certificação dos produtores, com o passo a passo para quem deseja obter a certificação, além da regularização e reconhecimento do próprio sistema pelas instâncias governamentais superiores para consolidar o sistema como uma referência regional na certificação e fiscalização dos produtos de origem animal.

A produtora rural Kerley Cristina Fonseca explicou aos vereadores como foi o processo de adequação da atividade de abate de frangos, que era desenvolvida pelo pai, Noé Odilon da Fonseca, na comunidade de São José das Neves (Rua do Fogo), há muitos anos. Explicou que o empreendimento foi alvo de autuação pelo órgão fiscalizador do Estado há alguns anos e que isso levou à interrupção do abate, gerando grande dificuldade para a família, enquadrando-os como clandestinos.

Com o apoio do Sistema de Inspeção, a família investiu em nova estrutura e maquinário e consolidou um novo negócio, que inclusive ampliou a produção, passando de 500 frangos por dia para até 8.000 cabeças. Além de Entre Rios de Minas, a empresa pode atuar no fornecimento de todas as cidades abrangidas pelo consórcio na região do Alto Paraopeba.

Os vereadores elogiaram a atuação do CODAP na manutenção do programa e destacaram a necessidade de iniciativas como esta para a questão do agronegócio familiar, especialmente em reforço à atuação dos empreendedores de médio porte que, ao atuar sem a devida orientação da lei, estavam à mercê da fiscalização com multas e até o fechamento das empresas.

Para mais informações, acesse a página: http://entreriosdeminas.mg.gov.br/.../Servi%C3%A7o%20de...

registrado em: