Pelo resgate de uma trajetória musical, Banda Santa Cecília é homenageada

por Eduardo Maia publicado 09/10/2018 12h16, última modificação 09/10/2018 12h16
Entidade centenária se apresentou no Plenário Francisco Marzano após a reunião ordinária

Cumprindo o propósito de se resgatar o trabalho desenvolvido por expoentes da música de bandas nas cidade de Entre Rios de Minas, a Sociedade Musical Santa Cecília foi agraciada com a moção de aplauso pela Câmara Municipal. De autoria dos vereadores Roni Enfermeiro e Levi da Costa Campos (MDB), a homenagem reuniu os novos integrantes da corporação musical, sob o comando do maestro Élvis Washington Reis e do presidente José Antônio Gonçalves Moreira. O prefeito José Walter também esteve presente na solenidade.

Após uma sequências de falas que buscaram parabenizar o trabalho desenvolvido e também registrar os agradecimentos pelo empenho dos músicos, a sociedade musical apresentou algumas composições, sob o olhar atento dos presentes. Confira fotos e o texto lido durante a homenagem.

"Na busca por se resgatar a essência da musicalidade da população de Entre Rios de Minas, dentro de um processo de preservação de nossas raízes, uma semente plantada pelo sr. José Antônio Gonçalves Moreira e pelo Maestro Élvis Washington Reis tem rendido frutos de um valor inestimável à nossa cultura. Com a parceria da sociedade civil mobilizada, incluindo pessoas de todas as faixas etárias, um sonho que era sonhado por muitos vem se concretizando: a Sociedade Musical Santa Cecília volta a preencher os espaços públicos de nossa cidade com o mais belo som dos acordes dos trompetes, saxofones, clarinetes, trombones, flautas e outros tantos instrumentos que compõem o conjunto musical.

E não se pode, neste caso, tratar a palavra conjunto apenas como uma aglomeração de pessoas interessadas em aprender a tocar um instrumento musical. Trata-se de uma significância muito maior, trata-se da composição de ideais, de sonhos, de instrumentos que, unidos, compõem o mais belo som carregado de história, tradição e valorização dos nossos antepassados.

Sob a benção de Santa Cecília, protetora dos músicos, constitui-se a mais bela demonstração do desejo de se fazer mais pela cultura de nosso povo. Fruto do ensejo genuíno de pessoas que buscam se dedicar à coletividade, ao ensino de nossos jovens, à convivência em grupo e, mais do que isso, ao verdadeiro exercício da cidadania.

É valoroso acompanhar a refundação de uma banda nascida em 13 de novembro de 1908 e registrada em cartório no ano de 1932, após uma paralisação de suas atividades ao longo de 17 anos dentro de uma trajetória centenária, diante da inexistência de pessoas que levassem adiante o trabalho de importantes nomes como João José Pena Baeta, Benedito José Lisboa, Francisco Rodrigues Coelho e Geraldo Rodrigues Marzano. Foi brilhante banda a alegrar nossa festa da Padroeira, a Semana Santa, entre outras festividades populares que encantavam o nosso povo.

É gratificante perceber o encanto de uma juventude empenhada, viva, comprometida com os interesses coletivos, capitaneadas por um maestro tão competente, jovem, paciente, dedicado, capaz de proporcionar o mais belo resultado a que se dispuseram: recuperar todo o trabalho desempenhado por ilustres homens desta cidade ao longo de um século de história. 

Mais gratificante ainda é ver que esta entidade não se recupera apenas no seu sentido artístico, mas também pela sua composição como instituição independente, regular, autônoma, capaz de captar recursos para a sua sobrevivência, inclusive já sendo contemplada com instrumentos em editais do Governo do estado e também com uma subvenção do Município de Entre Rios de Minas, aprovada por esta casa. Sabemos que ainda é um gesto pequeno, mas capaz de estimular e dar prosseguimento a esta causa, na qual se empenham semanalmente adultos e crianças, homens e mulheres, de forma voluntária, movidos pelo desejo de fazer mais, de desbravar o nosso estado e quiçá o nosso país, apresentando-se pelos festivais e levando a música entrerriana por onde forem.

Parabéns presidente José Antônio. Parabéns Maestro Elvis Reis. Em nome deles esta Casa parabeniza a todos os integrantes desta nobre Sociedade Musical, convidando a todos a uma salva de palmas pela brilhante refundação desta honrada entidade."

error while rendering plone.comments